Considera-se como precoce a puberdade que surge antes dos 8 anos em meninas e dos 9 anos em meninos; e atrasada, a puberdade que tem início após os 13 anos em meninas e após os 14 anos, em meninos. 

Puberdade é a fase da vida em que ocorrem modificações no corpo de uma criança fazendo com que ela se torne um adulto. Em meninas, a puberdade ocorre entre 8-13 anos; e em meninos, entre 9-14 anos. Nas meninas, o primeiro sinal de puberdade é o surgimento do broto mamário e, nos meninos, o aumento do tamanho dos testículos. Nesta fase também surgem os pelos pubianos, pelos axilares, odor axilar, acne e aumento da oleosidade da pele. A primeira menstruação, chamada de menarca, ocorre em média dois anos depois do aparecimento das mamas. 

Sintomas da Puberdade Precoce

  • Os sintomas em meninas incluem o desenvolvimento da mama e um primeiro período menstrual. 
  • Os sintomas em meninos incluem testículos e pênis alargados, voz grossa e pelo facial, muitas vezes no lábio superior.

Quais são as consequências da puberdade precoce? 

As principais consequências da puberdade precoce são: transtornos psicológicos e de comportamento; maior risco de abuso sexual; baixa estatura quando adulto; maior risco de obesidade, hipertensão, diabetes tipo 2, doenças cardiovasculares, acidente vascular cerebral e certos tipos de câncer – atribuído à exposição precoce ao hormônio estrógeno.

Exames

São solicitados exames Laboratoriais e de Imagem para confirmar a suspeita clínica de puberdade precoce.

Segue alguns exames de imagem necessários ao diagnóstico de PPC:

  • Radiografia de mãos e punhos: para avaliação da idade óssea 
  • Ultrassonografia pélvica: tamanho uterino, volume  e aumento da espessura endometrial  sugerem estímulo estrogênico persistente. Ressonância magnética de SNC (sistema nervoso central): pelo risco de lesões tumorais ou malformações, é recomendado em todos os meninos e as meninas menores de 6 anos com diagnóstico clínico e laboratorial de PPC. Em meninas entre 6-8 anos também deve ser realizado quando houver suspeita clínica de alteração do SNC.

O Tratamento

Normalmente, o tratamento consiste em um medicamento para atrasar o progresso.

O tratamento é realizado do período do diagnóstico até idade cronológica normal para o desenvolvimento da puberdade, considerando idade óssea, idade estatural, previsão de estatura final e aspectos psicossociais. 

ACOMPANHAMENTO PÓS-TRATAMENTO 

Após a interrupção do tratamento, os pacientes deverão ser acompanhados clinicamente por endocrinologistas pediátricos ou endocrinologistas a cada 6 meses para medidas antropométricas e avaliação da retomada da puberdade até o término do crescimento longitudinal.

Fontes: Sociedade Brasileira de Pediatria (www.sbp.com.br)

Manual MSD (www.msdmanuals.com)

Leave a Reply

WhatsApp chat